lista de compras: Dezembro 2007

31.12.07

E para 2008...



Já que quanto ao dinheiro creio que continuaremos conversados...

20.12.07

Um novo Natal

Que as cartas cheguem todas a bom porto. Que o homem das barbas não se engane na tua nova morada, nem decida castigar-te pelas vezes em que deixaste a sopa arrefecer ou adiaste o sono. Que corras na mesma feliz pelas tábuas de madeira e tenhas cuidado com o lume que te acende os olhos e os torna ainda mais bonitos. Que sintas que sempre terás cuidados e carinhos, que estás protegido e quente. Que não fiques triste por alguma da música já não poder tocar como antes. Que adormeças depois do leite quente e debaixo das mantas sonhes, ainda que com outros natais. Que saibas que na meia que penduro por ti na lareira de todos os dias estará sempre um pouco do pó que trago nos bolsos. Aquele que garante a tua felicidade. Por mais imperfeita que seja.

All I don't want for Xmas

Quer dizer, ninguém me pediu para eu escrever aqui a quinta frase da página 160 do livro que estava a ler e que até era bem bom, e agora lembram-se de mim para fazer mais uma lista. Já sabem que eu odeio listas. Odeio.

Mas pronto, como é a Isa, ok, eu vou abrir esta excepção e responder com todo o meu amor e carinho.

Então é para escolher um presente de natal e três coisas que não quero receber.

Cá vai:

A minha lista de presentes é tão infindável que nunca consigo dizer nenhum na hora da verdade. Mas já que aqui estamos, pode ser ali aquele senhor com o andor nas mãos. Nem precisa de vir embrulhado. Ok, vá, ponham-lhe o laço.

O que eu não quero receber neste natal:

- pijamas com toda e qualquer espécie de bonecos (deixo-os todos em casa da minha mãe)

- mais um frasco gigante de manteiga de amendoim

- e, por favor, não quero, que não, mas não quero mesmo nada, que o Henrique Raposo, o Bettencourt não sei das quantas, mais o Tiago que não me lembro do apelido ou o Paulo Pinto Mascarenhas se zanguem mais. Eu só quero que eles troquem presentes de Natal uns com os outros e comam muitas fatias douradas (acho que é melhor colocar esta designação em vez da outra, porque esta malta para a polémica é tramada). Pus este desejo a pensar em ti.

19.12.07

Abençoadinhos...





E ainda dizem que há crise de vocações.

(calendário romano 2008 - via Rititi)

18.12.07

My tears dry on their own

16.12.07

Just in time



E depois dançaram.

14.12.07

Venho por este meio agradecer o facto de não ter dinheiro para ter televisão por cabo. Bastou um fax apenas e os senhores da empresa apressaram-se a cortar-me os cinquenta e não sei quantos canais que, sei agora, me infernizavam bem mais do que a conta bancária.

Basta dizer que a minha despedida foi feita com uma hora de embasbacanço em frente à SIC Mulher a ver o completamente nojento, absurdo e intelectualmente pornográfico The Swan - Where Are They Now...

7.12.07

E apesar disso eriça a pele




Não fossem os chatos que insistiam em ficar sentadinhos e a obrigarem os outros a ficar também, este teria sido o concerto perfeito. Eles estão tão rock outra vez, ela é tão boa, toda música, a lavagem de visual caiu-lhes tão bem e até a ironia que não lhe conhecia a ela, cheia de sensualidade e humor fino nas palavras entre as músicas, apareceu no sítio certo.

Duas horas de estalo, com um final punk, a adivinhar que há aí muito mais Clã para vir.